Digital ***Rádio e Tv: Linfomas e o sistema linfático- Série sobre os tipos de câncer: Combate ao Câncer
Informamos a todos, que as postagens inseridas neste blog, são de autoria de seus respectivos produtores, e,
cabe a cada um deles a responsabilidade pela autoria dos itens, bem como o teor de seu conteúdo.

Como veículo de divulgação de informação, temos a responsabilidade de divulgar os itens,
tal qual o que é remetido à nossa assessoria de imprensa.


WhatsApp 11 972914716

Qualquer contato conosco deverá ser efetuado através do "Formulário de Contato", disponível no final desta página (rodapé).

Linfomas e o sistema linfático- Série sobre os tipos de câncer: Combate ao Câncer

Linfomas e o sistema linfático
Imagem: Divulgação


Existem dois tipos de linfoma:

O Linfoma de Hodgkin e o Linfoma Não – Hodgkin.

Estes tipos de linfomas diferem em como se comportam, propagam, e respondem ao tratamento, por isso é importante distingui-los. Existem exames laboratoriais que permitem a diferenciação dos tipos.

Para entendermos de forma mais clara o linfoma, precisamos conhecer um pouco do sistema linfático e tecido linfoide.

O sistema linfático, além de ajudar na defesa, também ajuda a mover os fluídos do corpo.

Ele é composto por:

TECIDO LINFÓIDE – inclui os gânglios linfáticos e dos órgãos relacionados que fazem parte do sistema imune e sanguíneo.

LINFA – é um líquido claro que viaja através do sistema linfático, transportando os resíduos e o excesso de fluído a partir de tecidos, assim como os linfócitos e outras células do sistema imune.

VASOS LINFÁTICOS – são pequenos tubos semelhantes aos vasos sanguíneos, por meio do qual a linfa viaja para diferentes partes do sistema linfático.

LINFÓCITOS – são tipos de glóbulos brancos. São dois tipos:

Linfócitos B – ajudam a proteger o corpo de germes e fazem anticorpos. Quase todos os casos do linfoma de Hodgkin começam nas células B.

Linfócitos T – existem vários tipos e cada um realiza um tipo de trabalho. Algumas destroem bactérias, outras células infectadas com vírus e outras reforçam a atividade de outras células do sistema de defesa.

ÓRGÃOS QUE POSSUEM TECIDO LINFÓIDE:
Por causa do tecido linfoide estar presente em várias partes do corpo, a doença de Hodgkin pode iniciar em qualquer lugar.

Os principais locais do tecido linfoide são:

GÂNGLIOS LINFÁTICOS – são como pequenos "feijões", aglomerados de linfócitos e outras células do sistema imune por todo o corpo, incluindo no interior do tórax, abdome e pelve. Eles podem ser sentidos como pequenos caroços sob a pele no pescoço, braços e na virilha. Os gânglios se ligam uns aos outros pelos vasos linfáticos.

BAÇO – é um órgão que fica sob a parte inferior da caixa torácica. Ele produz linfócitos e outras células do sistema imune para ajudar a combater infecções.

MEDULA ÓSSEA – é o tecido esponjoso dentro dos ossos, local onde as novas células do sangue (como leucócitos e plaquetas) são produzidas.

TIMO: é um órgão importante no desenvolvimento dos linfócitos T.

TRATO DIGESTIVO – o estômago, intestino, e muitos outros órgãos também têm tecido linfoide.



Por:  Combate ao Câncer - Informação é o melhor remédio para a prevenção.




  #Digitalradiotv  WhatsApp (11) 97291-4716